31.7.07

Boas Novas

Boas novas: tenho o mês inteirinho de Agosto de férias para fazer literalmente nada! Mas melhor notícia ainda: finalmente tiraram a tala em gesso à minha mummy! A pobrezita já andava desesperada. Agora segue-se o período de recuperação com a fisioterapia. Hoje ajudei-a a fazer movimentos no pulso a conselho do médico. Infelizmente o acompanhamento pela equipa médica do Egas Moniz/ Francisco Xavier não foi o melhor: foi vista por vários médicos, cada qual com opiniões diferentes, dois achavam que deveria ter sido operada quando dera entrada nas urgências, outro dissera que a tala seria mudada à 3ª semana e colocariam gesso fechado. Na realidade, ficou com a tala original colocada nas urgências durante seis semanas, o que causou o espanto da enfermeira que ajudou a retirá-la. Portanto, já sabem, se precisarem de cuidados médicos e puderem recorrer a clínicas e médicos privados, façam-no, o Serviço Nacional de Saúde não zela pela saúde dos doentes, muito pelo contrário. Eu continuo a achar que quem não está de facto doente, depressa fica ao dar entrada num dos hospitais do estado.

Não deixa de ser curioso pensar que existe uma diferença abismal ao nível da competência de quem tem o lugar assegurado e de quem a qualquer momento e por qualquer razão pode vir a ser dispensado.

29.7.07

Hoje acordei assim

Há por aí blogues onde os autores colocam uma imagem e de seguida escrevem: "hoje acordei assim" ou "hoje sinto-me assim". Pois bem, decidi copiar a ideia. Hoje (e muitas outras vezes) sinto-me assim:




Morgenstern - Rammstein Live Völkerball


:D

Mais um exercício

O exercício que se segue é semelhante ao anterior do sonho da caixa armadilhada.

No início da Primeira Guerra Mundial os soldados britânicos usavam bonés castanhos. Tendo sido verificado um elevado número de soldados feridos na cabeça, o Ministério da Defesa decidiu agir para alterar tal situação. Foram, por isso, distribuídos capacetes metálicos a todos os soldados. Com grande espanto verificou-se que o número de soldados feridos na cabeça aumentou. Porquê?



Se quiserem fazer perguntas para obter dicas ou se quiserem dar já a vossa resposta é só usar a caixinha dos comentários. Força!

25.7.07

Update e um pequeno exercício

O volume de conhecimentos tem vindo a aumentar consideravelmente e urge fazer-se uma revisão de conteúdos já leccionados na formação, especialmente porque no final de cada módulo haverá teste.

Embora a matemática tenha vindo a revelar-se divertida está bem visto que ter os meus testes de Russo I do 4º ano à frente ou uns exercícios de matemática vai dar exactamente ao mesmo. Já a Organização das Empresas tem os seus altos e baixos. Não nutro especial interesse pelo meio empresarial, mas concedo que alguns conteúdos sejam bem interessantes. A formadora é óptima e fizémos alguns exercícios que para além do interesse suscitado foram também divertidos. E eu acertei a resposta de um deles! Sinal de que estava atenta e a usar o meu cérebro.

Deixo-vos então esse exercício cuja resposta descobri depois de muito pensar.

O proprietário de um armazém tinha acabado de chegar ao local de trabalho. Estava no seu gabinete quando um funcionário irrompeu pela porta e lhe contou que tinha sonhado que uma das caixas no armazém estava armadilhada e que iria explodir às 14h provocando um grande incêndio.

O patrão céptico acedeu a que se procedessem às investigações e, para tal efeito, chamou a polícia. A bomba foi encontrada, desactivada e foi assim evitada uma grande tragédia.

O patrão, reconhecido, agradeceu ao funcionário, mas logo de seguida despediu-o. O patrão agiu bem.

Pergunta: Porque agiu assim o patrão?

Dica:

- a bomba não foi colocada pelo funcionário


Se quiserem fazer perguntas para obter mais dicas façam apenas perguntas fechadas às quais eu só responda sim ou não na caixa de comentários. Se quiserem avançar com a resposta, então é só escrevê-la no sítio para o efeito. Força, que isto é divertido!

23.7.07

A cama



Só vos digo: dorme-se maravilhosamente bem na nova cama. Rebolo-me de um lado para o outro. Estico-me e torno-me a rebolar. O Pantera também está encantado. :D

Música no Blog - Front Line Assembly II

Uma passagem rápida por esta dimensão para vos deixar de novo sons electro-industriais. Desta vez os Front Line Assembly, que por cá se ouviram há uns meses, rodarão ali na barra lateral com o tema Mindphaser.

Pela minha parte só vos posso dizer que apanhei um escaldão parcial apesar da protecção Roc Factor 50+! Pude comprovar que as partes não besuntadas não ficam protegidas. :D Quanto ao mar do Meco encontrava-se calmo como nunca antes o vi.

17.7.07

Pausa Kit Kat

Estou tão cansada que nem eu própria consigo acreditar. Desde domingo que ando a acartar coisas do quarto para qualquer outro lado da casa onde as possa armazenar temporariamente e a arrastar móveis daqui para acolá. A razão para tal: a nova cama que chega amanhã! Estou cá com umas dores nas cruzes que só me apetecia ir deitar no meu sommier improvisado mas ainda há muito a fazer.

A formação tem corrido bastante bem e já aprendi imensas coisas novas. A análise quantitativa de dados e a estatística têm sido divertidas embora o meu cérebro (de)formado pelas letras não tenha capacidade para apreender boa parte dos conteúdos. Mas, coitadinho, ele faz o que pode.

Depois do Office 2007 pré-instalado no portátil ter ficado bloqueado experimentei o Open Office - uma boa alternativa ao Office da Microsoft. Estava, no entanto, a ser complicado acompanhar os exercícios por haver algumas diferenças entre o Open e o Office da Microsoft, pelo qual os formadores se regem. Entretanto instalei o Office 2003 e resolvi comprar o Ability Office Professional, que também me parece ser uma boa alternativa ao que a Microsoft oferece e tem a vantagem de ser compatível com as suas aplicações (o mesmo se pode dizer do Open Office). Ainda não o instalei para o experimentar por isso não sei até que ponto valerá mesmo a pena.

Foi curto, mas brevemente voltarei com mais actualizações. :)

11.7.07

A Matemática tem piada

Ontem aprendi que é impossível fazer a raíz quadrada de -4 com números reais. Para tal precisamos de uma unidade imaginária. E esta, hein? Só ainda não percebi o efeito prático de tal cálculo. :D

Música no Blog - Static-X

Dos Static-X fica ali na barra lateral, durante os próximos dias, o excelente videoclip de Push It.

6.7.07

Um pasto chamado Portugal

Estou mesmo cansada. Isto de ser dona de casa a tempo inteiro mais acção de formação das 9 às 5 (finalizando o dia com uma horita de explicação) está a dar cabo de mim.

A minha carreira de dona de casa irá prolongar-se durante mais algum tempo; a minha mãe foi, no espaço de 3 semanas, vista por um terceiro médico que lhe disse que ficaria até ao final de Julho com a tala em gesso.

Por outro lado, a carreira empresarial deixa muito a desejar e já se passaram algumas coisas caricatas que apenas reforçaram a minha ideia de os Portugueses serem, na sua maioria, um bando de carneiros e camelos ou, talvez, uma raça híbrida entre uns e outros.

A afirmação anterior carece de explicação. Por isso, passo a explicar-me: ontem fomos visitados pelo coordenador que nos perguntou se estava tudo a correr bem. Não é que esteja a correr mal mas eu tinha uma palavrinha a dizer. Somos 13 pessoas na turma e existem 12 computadores e adivinhem quem é o 13º elemento que não tem computador? Adivinharam! Como comecei a formação com dois dias de atraso, por ter sido contactada depois da mesma ter iniciado, não tive ocasião de me agarrar a um dos computadores e marcá-lo com um X para demarcar o meu sentido de propriedade como algumas colegas, as eternas secretárias, fizeram.

Achei por bem expressar o meu descontentamento junto do senhor coordenador. O senhor deve ter achado que eu estava a pôr os seus poderes mágicos em causa e pôs-se logo na defensiva a dizer que éramos avaliados pelo trabalho em grupo e que quando ele tinha ido para o IEFP eram 13 pessoas para um computador (se eu às vezes não fosse tão insensível teria vertido umas lágrimas por ele ao som de "Tenho uma lágrima no canto do olho, tenho uma lágrima no canto do olho"). Adiante. Fiquei tão embasbacada que nem me lembrei de dizer que não achava que ficar a olhar para um computador enquanto um colega elaborava o seu panfleto sobre um produto (actividade individual) e não poder fazer o meu estava longe de ser trabalho em grupo; apenas disse que a avaliação tinha vários pârametros e que tinhamos de desenvolver uma série de trabalhos em conteúdos complexos e que dificilmente os conseguiria acompanhar naquelas condições. Mas ele demonstrou muito pouca simpatia pela minha trágica situação. Eis que uma das colegas diz: "Ai, eu até gosto de trabalhar em grupo!" E mal ela acaba a frase quase ceguei com o brilho nos sapatos do senhor coordenador. Subiram-me assim uns sentimentos muito pouco católicos pelo corpo todo, mas lá consegui obrigar-me a ficar calada em vez de lhe dizer: "Então se gostas tanto de trabalhar em grupo passas a partilhar o computador com outro colega e eu fico com um só para mim."

Esta menina, do grupo das três secretárias muito queques, chegou ontem atrasada, pelo que perguntei ao formador se poderia adiantar trabalho naquele pc vago. Ele não se opôs. Hoje, a menina chegou novamente atrasada, mas antes enviou sms a outra das secretárias a pedir para não deixar que ocupassem o computador dela (informação obtida por uma das colegas com a qual fiz a acção de TIC no ano passado e que se encontra sentada junto ao trio do secretariado)! Dela? Então a rapariga já se apropria assim do hardware alheio? A gaja gosta de trabalhar em grupo e fica nervosa pelo facto de o computador vir a ser ocupado por outra pessoa?

O formador de IBI é um porreirão e acabei por lhe contar as minhas reinvindicações junto do coordenador no dia anterior. Concluí brilhantemente: se isto é só para nos manterem entretidos então, está-se bem, as condições são perfeitas porque isto é só para entreter, mas se de facto se pretende dar formação adequada às pessoas têm de ser criadas as condições para tal. Ele é da mesma opinião.

Há males que vêm por bem. Nem a propósito a minha mãe ofereceu-me um portátil, compra que já pretendia fazer há dois anos. Agora vou toda peneirenta com o "pêcêmóbil" atrás. Foi um bocado complicado acompanhar os exercícios de impressão em série e a construção da base de dados usando o Office 2007, mas lá consegui fazer algumas coisas. Acho que vou conseguir consolidar conhecimentos e adquirir outros tantos, mas estar no meio daquele rebanho vai certamente fazer-me mal à saúde.

5.7.07

Só para dizer que...

O Natal para mim veio mais cedo: ofereceram-me um computador portátil! :D

3.7.07

9 to 5

Agora vou enveredar pela carreira empresarial. A nova formação: Tecnologias de Informação e Comunicação em Ambiente Empresarial. Não me cheira muito que tal ambiente me vá agradar, mas urge ganhar novas competências e ferramentas e reciclar as antigas. Estarei num horário 9 to 5 pelo que as actualizações bloguistas talvez venham a ser mais espaçadas, mas tendo acesso à Internet no local da formação não deixarei escapar a oportunidade de ir espreitando os meus blogs preferidos, vocês sabem quem são. He he

2.7.07

Um tema muito fresquinho

Foi graças ao R que descobri um tema muito fixe dos Manic Street Preachers com a participação da vocalista dos The Cardigans: Your Love Alone Is Not Enough que integra o último álbum da banda, Send Away The Tigers. Aqui fica o videoclip com a cortesia do youtube e da Columbia Records UK.



Manic Street Preachers - Your Love Alone Is Not Enough