31.1.07

Ai, os testes!

Os testes estão ali, ainda dentro do envelope, à minha espera. Mas estou cá com uma falta de vontade...

30.1.07

Música no Blog - Meat Beat Manifesto

Psyche Out do álbum 99% de 1990 dos Meat Beat Manifesto é a escolha para substituir Morrissey durante os próximos dias na barra lateral. Da banda em questão conheço muito pouco, somente algumas faixas ouvidas na rádio ou TV. Para quem não sabe os MBM têm uma cover de Everything Counts dos Depeche Mode que integra o álbum de tributo aos meninos de Basildon (que esta vossa bloguista - salvo seja - possuía e venerava; depois de o emprestar a um amigo continuou a venerá-lo mas deixou de o possuir porque o amigo o perdeu!) .

Educação Musical

A minha educação musical continua. Graças à amabilidade de um amigo tive a oportunidade de ouvir Grinderman, um projecto de Nick Cave e de mais alguns elementos dos The Bad Seeds. Gostei muito. Pretendo ouvi-lo mais vezes para ter uma opinião mais sólida. Para já faz-me lembrar um som muito punk, quase crú em algumas músicas, mas sem dúvida muito apelativo. Ouvi também Cop/Young God dos Swans do qual também gostei e que em vários momentos me fez lembrar muito Mão Morta e talvez também Young Gods. A ouvir com mais atenção mais algumas vezes.

28.1.07

Professorices

De vez em quando encontro ex-alunos por aí. Ontem calhou encontrar uma que não reconheci imediatamente. Ao longo dos anos as caras e os nomes vão-se confundindo. Mas após fazer um esforço lá consegui visualizá-la na turma-terror de 8º ano a que pertencia (também ajudou ela recordar-me o seu nome e a turma e escola em questão); ela era das poucas sossegadas. Eram 28 alunos mas a sala parecia sempre conter pelo menos 100 de tão barulhentos e irrequietos que eram. Achei piada ela dizer:"A 'stôra' era muito querida mas quando se passava ficávamos todos caladinhos. Era cá um respeitinho!" E ainda se lembrava de eu lhes dizer (nesses momentos em que lhes passava um raspanete) que os presos (sim, também já dei aulas na prisão) se portavam melhor do que eles. He he. Medida anti-pedagógica, tal como a N fez notar, mas que operava milagres! Mas depois, quando me perguntavam se eram a minha turma preferida eu dizia logo que sim (nas outras dizia o mesmo obviamente!).

Entre algumas das estratégias e medidas aplicadas nesse ano nessa turma contam-se a confiscação dos telemóveis às quintas-feiras, que eram posteriormente levados para o CD onde seriam levantados pelo Encarregado de Educação no dia seguinte ou segunda-feira pelo próprio aluno. Adivinhem em que dia eram sempre os telemóveis levantados? Pois, é. Era cá um desespero para eles passarem um fim-de-semana inteirinho sem telemóvel. :D Outra medida usada, quase todas as aulas, era fazê-los sair da sala de aula um a um e várias vezes os fiz entrarem na sala um a um também pois de outro modo entravam todos a correr e a atropelarem-se uns aos outros aos gritos como se fossem índios. E eram enviados aos grupos de 5 ou 6 quase todas as aulas para a biblioteca com uma ficha que tinham de me entregar no final da aula ou de outro modo tinham falta de presença. Tenho boas recordações desse ano.

E alegrou-me muito quando ela me disse que fui a melhor professora de Inglês que teve durante todo o seu percurso escolar. É isso que quero: marcar a diferença e ser recordada de forma positiva pelos miúdos. :)

27.1.07

My Fair Epson

Regressou a casa com bons ares, embora sem tinta nos tinteiros. Depois de substituídos (substituir os 4 ao mesmo tempo é cá um rombo nos meus rendimentos mensais, que nem vos conto!) lá pus a menina a funcionar e por enquanto parece estar tudo bem. Aproveitei e imprimi umas crosswords sobre Valentine's Day (cortesia do Boggle's World) para as crianças fazerem daqui a uns dias - a estratégia é manter ocupados os que acabam o teste antes do tempo. :D

25.1.07

O MAU negócio Epson

Depois de ter tido duas impressoras HP optei por nunca mais comprar nada desta marca de tão desagradada que fiquei com o funcionamento das que tive. Comprei por isso uma multi-funções da Epson que estava a um preço bastante razoável. Não chegou a dois anos e a dita começou a recusar-se a imprimir e depois a fotocopiar. O D foi comigo levá-la à LaserLab para os técnicos descobrirem a maleita da dita e a curarem. Recebi agora e-mail com pedido de levantamento no qual vinha a seguinte nota: Os tinteiros têm de ser todos substituídos dado que se encontram vazios. Tinteiros que não imprimiram uma única folha! Mas pela descrição da reparação na qual se pode ler que junto me enviarão os testes de impressão dá para perceber para onde foi a tinta dos tinteiros.

Rock the Casbah - The Clash

E novo regresso ao passado desta para rever o divertidíssimo videoclip de Rock the Casbah dos The Clash.

A respeito da música pode ler-se na Wikipédia:

The song was inspired by the banning of rock music in Iran under Ayatollah Khomeini. The song gives a fabulist account of the ban being defied by the population who proceed to "rock the casbah", causing the King to order jet fighters to bomb any people in violation of the ban. The pilots ignore the orders, and instead play rock music on their cockpit radios.

E ainda:

The song became an unofficial anthem for U.S. forces during the first Gulf War largely on the basis of the line about dropping "bombs between the minarets". In fact, it was the first song played by Armed Forces Radio at the start of the war. This has been seen as highly ironic, if not downright insulting, by many Clash fans, given the band's well established anti-war stance. Conservatives counter that it is entirely appropriate, as the song highlights the militaristic and totalitarian nature of many Middle East regimes, a major cause of the Gulf War in the first place.



Para ler o artigo na íntegra é só clicar aqui.




Rock the Casbah - The Clash

23.1.07

Quiz: Are you a movie buff?

É impressionante e imperdoável nunca ter visto integralmente, somente algumas cenas, do Taxi Driver, 2001: Odisseia no Espaço e Casablanca. Mas vi E Tudo o Vento Levou 2 (ou 3?) vezes!!

Tenho efectivamente parte dos filmes mencionados no quiz em DVD ou em VHS. :)



Your Movie Buff Quotient: 72%

You are a total movie buff. Classics, blockbusters, indie favorites... you've seen most of them.
Your friends know to come to you whenever they need a few good DVD rental suggestions.

22.1.07

Música no Blog - Morrissey

Do único álbum de Morrissey (Bona Drag de 1990) que posso dizer conheço realmente bem fica aqui o videoclip de uma das minhas faixas preferidas - November Spawned a Monster - para substituir This Picture dos Placebo.

Sleep on and dream of Love
Because it's the closest you will
Get to love

Poor twisted child
So ugly, so ugly
Poor twisted child
Oh hug me, oh hug me
One November
Spawned a monster
In the shape of this child
Who later cried :

"But Jesus made me, so
Jesus save me from
pity, sympathy
And people discussing me"
A frame of useless limbs
What can make GOOD
All the BAD that's been done?

And if the lights were out
Could you even bear
To kiss her full on the mouth
(Or anywhere?)


Oh, poor twisted child
So ugly, so ugly
Poor twisted child
Oh hug me, oh hug me
One November
Spawned a monster
In the shape of this child
Who must remain
A hostage to kindness
And the wheels underneath her
A hostage to kindness
And the wheels underneath her


A symbol of where mad, mad lovers
Must PAUSE and draw the line.
So sleep and dream of love
Because it's the closest
You will get to love
That November
Is a time
Which I must
Put OUT of my mind


Oh, one fine day
Let it be soon
She won't be rich or beautiful
But she'll be walking your streets
In the clothes that she went out
And chose for herself.

November Spawned a Monster - Morrissey

21.1.07

Quiz Time: Which Rock Chick Are you?

I'm afraid so. That's me.


Which Rock Chick Are You?

Quiz Time: Which British Band Are you?


Which British Band Are You?

Ruínas do Convento do Carmo e Museu Arqueológico

Fica o registo pictórico do passeio com o Lobo ao Convento do Carmo. Apesar de nunca ter sido reconstruído após o Terramoto de 1755 o Convento é digno de se visitar. O Museu Arqueológico tem, entre vários tesouros, algumas peças do Neolítico e do Paleolítico bem interessantes.


20.1.07

Update

Está agendado para hoje um passeio às ruínas do Convento do Carmo. Ao fim da tarde possivelmente dois dedos de conversa e um chá no pub do costume.

A semana correu optimamente. Os miúdos têm trabalhado muito bem e existe um clima de empatia que torna o decorrer das aulas muito agradável, isto sem esquecer de puxar pelo "chicote" quando necessário para manter a ordem, porque de acordo com a minha filosofia de ensino o caos não é propício à aprendizagem.

Tenho alguns textos escritos (uns individuais, outros de grupo) para corrigir. Já corrigi uma parte e estou espantada com a criatividade e o bom domínio da língua inglesa que estes miúdos revelam. Ontem sugeri numa turma escolhermos alguns textos para colocarmos no Student's Corner (uma espécie de Jornal de Parede só para o Inglês); os olhinhos de alguns até brilharam! :)

19.1.07

Morrissey - First of the gang to die

Morrissey ao vivo. Um mimo. :)





A minha faixa preferida do álbum You are the quarry de 2004.

16.1.07

Sapatos novos

Tive um desgosto na semana passada: quando olhei para um dos Creepers verifiquei que tinha a sola rachada (tal como aconteceu com as botas há uns meses). Ainda os levei ao sapateiro, mas ele disse que não havia nada a fazer. Os Mary Jane que têm percorrido diariamente muitos kms ficaram lá para colar uma parte da sola. Posto isto verifiquei que só tinha os Emily para fazer o meu percurso diário que chega a atingir, por vezes, uma hora e meia a pé (com intervalos). Posto isto urgia adquirir novo calçado para preparar os meus pézinhos para os meus "passeios". Após uma ida à Androm, na companhia da minha mãe, eis o que trouxe:




(os pretos e brancos porque não havia o meu número dos outros)

Experiências Educativas

Este ano para além de estar a leccionar Inglês ao 9º ano, depois de vários anos a dar apenas Secundário, tenho também Área de Projecto, que se tem vindo a revelar uma boa surpresa. Trabalho, pela primeira vez, com outra colega de outra disciplina dentro da sala de aula e estou a gostar dessa dinâmica. Os alunos gostam da disciplina e trabalham, de um modo geral, autonomamente.

Na semana passada efectuei o primeiro trabalho de grupo, na disciplina de Inglês, com as turmas e surpreendentemente a turma mais fraca foi a que trabalhou melhor. Cumpriram a 1ª fase de preparação com ordem e empenho e na altura de apresentação notou-se segurança e organização, enquanto os outros grupos prestavam atenção. Nas duas turmas com melhores capacidades linguísticas os alunos demoraram mais tempo do que o previsto na fase de preparação, estiveram demasiado "presos" ao registo escrito, esquecendo que o objectivo era desenvolver a oralidade e não a leitura e os outros grupos não adoptaram uma atitude de cooperação, tendo sido várias vezes chamados à atenção.

Tenho novo trabalho de grupo agendado para esta semana mas numa das turmas (a que francamente trabalhou e se portou pior) acabei por desistir da ideia e como penalização pedi-lhes que fizessem a actividade como trabalho de casa individual. Nas outras duas espero que tudo venha a correr bem.

14.1.07

Love, life, Goethe - excerto

Ao longo de vários capítulos John Armstrong disseca a vida e obra de Goethe numa tentativa de encontrar o significado da vida. A respeito de Werther refere:

"It is a portrayal of the condition in which romantic love appears to be the meaning of life: the relationship with this person is the only thing that counts; when it is going well life seems wonderful; but this is a desperately unstable situation. The slightest hint of difficulty takes on the grandest proportions. It is not merely an attachment that is at risk: the meaning of life is in danger. If it is love that gives life meaning any threat to love seems to make life pointless."


in Love, life, Goethe, John Armstrong

13.1.07

Música no Blog - Placebo

Mudança de videoclip nesta Dimensão. Após uma busca pelo Videocodezone a escolha foi This Picture dos Placebo do álbum Sleeping with Ghosts de 2003. Um dos meus preferidos da banda.

11.1.07

It DOES matter!

Desculpem lá, rapazes, mas o tamanho importa mesmo! :D

9.1.07

Pearl Jam - Regresso ao Passado

Nova viagem ao passado. Desta vez para ver e ouvir ao vivo os Pearl Jam e a belíssima Rearview Mirror. Gosto mais desta faixa do que de Black e Last Kiss juntas!




I took a drive today
Time to emancipate
I guess it was the beatings made me wise
But I'm not about to give thanks, or apologize
I couldn't breathe, holdin' me down
Hand on my face, pushed to the ground
Enmity gaged, united by fear
Forced to endure what I could not forgive...

8.1.07

Freud explicaria

Reparei num pormenor interessante e curioso. Três dos livros que estou a ler de momento têm pessoas nuas nas capas.

7.1.07

Um fim-de-semana (quase) só para mim

Por entre afazeres domésticos lá consegui dedicar algum tempo à preparação de aulas, leitura e visionamento da 1ª temporada de Friends. Não reservei tempo nenhum para os amigos porque precisava, quase desesperadamente, de tempo para mim própria. E soube maravilhosamente bem. :)

Love, life, Goethe - excerto

His good fortune [Goethe's] was not of an inhuman fantasy kind: a life without troubles. It was good fortune in the sense that he was well equipped to face trouble, to acknowledge the difficulties of life and try to think about them clearly.


Love, Life, Goethe, John Armstrong

5.1.07

LOVE LIFE GOETHE





How to be happy in an imperfect world?
Parece ser a resposta a esta questão que pode ser encontrada no livro Love, Life, Goethe de John Armstrong que foi adquirido hoje mesmo pela minha pessoa e do qual já foram lidas algumas páginas. Fiquei imediatamente interessada no seu conteúdo e, por isso, terei de empreender num esforço para conciliar a leitura deste com a dos de Alberoni e Rougemont.



Johann Wolfgang von Goethe is often remembered only as a figure of literary genius, with little relevance to the way we live today. Yet Goethe was driven by much more than the desire for literary success: he wanted (much the same as us) to live life well. In "Love, Life, Goethe", John Armstrong subtly and imaginatively explores the ways that we can learn from Goethe, whether in love, suffering, friendship or family. At the centre of this project is happiness: in an imperfect world, how can we live well with what we have, and accept what we haven't? From our lives at home, to our relationships, the politicians we choose, and our relationship with money, John Armstrong explores the main themes of our lives through the life of Goethe, and helps us learn how to live.

4.1.07

2.1.07

Música no Blog - Pantera

A cover dos Pantera do original dos Black Sabbath é o videoclip escolhido para suceder a Keine Lust dos Rammstein. Deliciem-se com Planet Caravan, possivelmente o tema mais calminho ouvido até à data nesta Dimensão. :)

1.1.07

Universo

A Madalena indicou-me o slide.com. Aqui fica o meu primeiro slide com belíssimas imagens do Universo encontradas pelo ciber-espaço.

Olá, 2007!





Estes últimos dias foram uma maravilha. Para além de ter tido a oportunidade de estar com alguns amigos (café com troca de prendas com a S com posterior visita a sua casa para ver a sua pequenina D, conversa no pub + jantar com o Lobo, conversa e troca de prendas com a L, uma tarde bem passada no Museu da Electricidade a ver a exposição do Star Wars com o ZP + jantar e café), ainda vi uns quantos DVDs de música e outros tantos de filmes; adiantei também algumas páginas nos livros de Alberoni e de Rougemont. Tudo isto e ainda tempo mais do que suficiente para blogar!

Dos títulos cinematográficos gostaria de mencionar King Kong de Peter Jackson que, confesso, me surpreendeu muitíssimo. Aliás quando olhei para a capa e vi Adrien Brody fiquei logo com a curiosidade aguçada. Gostei bastante e até escorreu uma lagrimita no final quando o pobre do Kong estava a ser atingindo pelas balas disparadas pelos aviões no topo do Empire State Building.

Solaris do talentoso Steven Soderbergh foi outra boa surpresa e levanta questões pertinentes sobre a morte e a vida e os limites entre uma e outra.

Cheia de entusiasmo brindei a este novo ano com uma taça de champanhe e dediquei-me ontem e hoje à preparação de aulas e actividades lectivas para os próximos dias. Este será certamente um Bom Ano. :)